Queda em idosos: causas, riscos e prevenção

No Brasil, cerca de 29% dos idosos caem ao menos uma vez ao ano

De acordo com dados do IBGE, a população idosa no Brasil é atualmente de 22,9 milhões (11,34% da população) e a estimativa é de que nos próximos 20 anos esse número mais que triplique. Porém os médicos alertam que esse envelhecimento vem acompanhado de um aumento de doenças crônico-degenerativas e de eventos incapacitantes, incluindo as quedas e suas consequências.

“As quedas são problemas comuns e frequentemente devastadores para os idosos”, explica o ortopedista e traumatologista do HCFMUSP, Gustavo Borgo. Segundo o especialista, a queda entre os idosos estão entre os problemas mais sérios no mundo e um tema estudado por muitos especialistas. “A queda e suas consequências nesta população é causa de um alto índice de mortalidade”, completa.

Geralmente o risco de cair aumenta significamente com o avançar da idade, principalmente para idosos que vivem institucionalizados, tornando-se um problema grave de saúde pública. Por este motivo, precisamos melhorar a nossa atenção e cuidado com essa população.

Riscos Presumíveis
Para o Dr. Gustavo Borgo as ameaças estão associadas a fragilidade dos idosos e potencializadas pelo ambiente, tais como: pisos escorregadios e molhados, ausência de corrimão, assentos sanitários baixos, mesas e cadeiras instáveis, calçados inapropriados, escadarias inseguras, calçadas em má conservação, degraus de ônibus altos, iluminação inadequada, tapetes e carpetes, prateleiras altas ou objetos no caminho do deslocamento.

Um estudo disponível no portal do Governo do Estado de São Paulo relata que, no Brasil, cerca de 29% dos idosos caem ao menos uma vez ao ano e 13% caem de forma recorrente, sendo que somente 52% dos dois idosos não relataram evento de quedas.

Por que o idoso cai
O Dr. Gustavo explica que os fatores de risco para queda podem ser divididos entre os intrínsecos e extrínsecos. Os fatores de risco intrínsecos são aqueles relacionados ao indivíduo, que aumentam sua fragilidade e limitações motoras. São elas:
• Idade avançada (acima 80 anos)
• Sexo feminino
• Baixa aptidão física
• Fraqueza muscular de membros inferiores e superiores (medida pela força do aperto de mãos)
• Equilíbrio diminuído
• Marcha lenta com passos curtos
• Dano intelectual
• Doença de Parkinson
• Imobilidade
• Ter tido episódios anteriores de quedas
• Uso de sedativos, ansiolíticos e hipnóticos
• Uso de muitos medicamentos (polifarmácia)
• Infecção urinária
Fatores de risco extrínsecos – aqueles relacionados ao ambiente
• Tapetes e carpetes
• Móveis que impedem a livre circulação
• Uso de calçados, sandálias e chinelos inadequados
• Pisos encerados ou lisos
• Falhas em corrimões
• Falta de locais para apoio de membros superiores

Como prevenir quedas

Segundo o médico, a queda ocorre principalmente em ambiente doméstico e pode ser prevenida com simples medidas, facilitando a execução de atividades diárias domésticas. As principais medidas são:
• Iluminação de ambientes: usar lâmpadas noturnas de baixa voltagem nos banheiros
• Materiais antiderrapantes e barras de apoio nos banheiros (banheiras, boxes, ao lado dos vasos sanitários etc.)
• Tapetes: retirar ou fixar no piso
• Evite deixar rugas ou dobras em tapetes ou carpete
• Não encerar pisos descobertos
• Manter o piso livre de obstáculos como sapatos, brinquedos ou mesmo animais domésticos
• Assegurar que maçanetas, corrimões e passadeiras estejam firmes
• Controle da temperatura do ambiente (o clima pode causar tonturas nos idosos, seja muito fria ou quente)
• Corrimões em passagens e corredores
• Os idosos devem realizar treinamentos de força e equilíbrio
• Antes de levantar, o idoso deve sentar-se a beirada da cama por alguns minutos
• Usar sapatos de sola fina e emborrachado e preso aos pés
• Acompanhamento com geriatra para adequação das medicações em uso.

Com Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

Sobre Lílian Moraes

Jornalista profissional, graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), apaixonada por moda e todo o universo fashion.